Publicidade 01

Slider

Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

publicidade

publicidade

Text Widget

Sample Text

TV 100 Barreiras

GERAL

SAÚDE

ENTRETENIMENTO

ESPORTE

FOTO DO FATO

Misturinha da Churrascaria o Doca é sucesso nas noites de Campo Maior


Sempre bastante movimentado, a Misturinha da Churrascaria o Doca já se tornou um dos points preferido durante toda semana em Campo Maior. O fluxo de pessoas é grande, e a disputa para se deliciar dos pratos feitos pela dona Socorro também. As instalações funcionam em um treyller, localizado na Praça da Rodoviária, em frente ao antigo Bar da Porcina.

A Churrascaria o Doca é conhecida por oferecer a melhor galinha e capote caipira da região, os pratos são aprovados por milhares de pessoas que já provaram durante os Festejos de Santo Antônio, ou na churrascaria que fica na Localidade Fazendinha.

Roberto Doca disse que todo o cardápio da Churrascaria o Doca está também à disposição dos clientes da misturinha à noite: Misturinha de Carne de Sol, Galinha Caipira e Capote. O ambiente é bastante aconchegante e o cliente ainda pode tomar aquela cerveja geladinha.

A Churrascaria o Doca informa que está funcionando também normalmente com seu cardápio na localidade Fazendinha (Estrada do IFPI). Para encomendar a sua refeição ou misturinha à noite, o cliente pode ligar para (86) 995011180 e fazer sua reserva.




Altos realiza treinos no estádio Albertão e atacante Klenisson fala em "algo a mais" para reverter placar

 Foto: Stephanie Pacheco / TV Clube

Na tarde desta quinta-feira o elenco do Altos realizou treino no estádio Albertão, já que o estádio Felipão, palco da partida de volta, está sendo poupado. E desde que retornou ao Piauí, após o jogo de ida em São Paulo, o Jacaré só pensa em reverter a vantagem de 4 a 0 conquistada pelo Mirassol, na semifinal da Série D. 

Precisando fazer gols, o atacante Klenisson mostrou confiança no trio de ataque responsável por 21 gols na Série D - Betinho (9 gols), Manoel (7 gols) e Klenisson (5 gols). Para chegar a balançar as redes, o atacante acredita que o time precisará mostrar algo a mais nos 90 minutos. 

- A gente vai ter que dar o nosso algo a mais aqui e buscar a todo tempo reverter esse plar. Temos que correr dobrado para isso acontecer. Sabemos que em casa somos forte, já conseguimos placares elásticos e tirar essa vantagem de quatro gols. Que seja dois meus, dois do Manoel, dois do Betinho, mas que a gente consiga fazer o resultado em casa - comentou o atacante. 

O Altos decidiu fazer atividades no estádio Albertão para preservar o gramado do estádio Felipão, onde o Jacaré recebe o Mirassol, no domingo, às 15h45, na partida de volta da semifinal da Série D do Brasileiro. As atividades em Teresina seguem até sexta.

Semifinalista da Série D, o Altos conquistou o acesso à Série C de 2021. Pela primeira vez, o Jacaré vai jogar a terceira divisão. O ano tem ainda a fase de grupos da Copa do Nordeste e o Campeonato Piauiense. Esses dois torneios começam na última semana de fevereiro.


Informações: gepi

Criança de 11 anos sem comorbidades morre vítima de Covid-19 no Piauí


Um menino de 11 anos não resistiu às complicações da Covid-19 e veio a óbito em Teresina. O caso foi publicado no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), desta quarta-feira (20), que também destaca 774 novos casos e nove vítimas fatais, nas últimas 24 horas.

O município de Caldeirão Grande, distante 442 quilômetros ao sul de Teresina, é 204º município piauiense a notificar uma morte por Covid-19. Trata-se de um homem de 72 anos, que possuía Comorbidades. 

Óbitos Covid-19 desta quarta-feira (20)

Uma mulher natural de Bela Vista do Piauí (83 anos);

Uma mulher natural de Riacho Frio (65 anos);

Um homem natural de Alegrete do Piauí (77 anos);

Um homem natural de Caldeirão Grande do Piauí (72 anos);

Um homem natural de Oeiras (82 anos);

Um homem natural de Parnaíba (60 anos);

Dois homens naturais de Teresina (74 e 82 anos)

Uma criança natural de Teresina (11 anos)

Apenas a criança não possuía comorbidades. Os diagnósticos da doença somam 153.771, distribuídos em todos os municípios piauienses. As mortes pelo novo coronavírus chegam a 2.985, 1.751 homens e 1.234 mulheres e foram registrados em 204 municípios. 

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 474 estão ocupados. 293 são leitos clínicos, 170 UTIs e 11 leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 8.376.

A Sesapi estima que 150.312 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento, sem a necessidade de internação. 



Informações: bomjesusnews

Equatorial Piauí é multada em mais de R$ 326 mil pelo Procon


O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-PI), aplicou multa de R$ 326.666,70 à Equatorial Energia por falha na prestação do serviço. 

A decisão, expedida pelo promotor Jorge Luiz da Costa Pessoa, ocorreu após instauração de procedimento para apurar a conduta da empresa, devido a requerimento formulado por Gustavo Barbosa Nunes, que relatou terem ocorrido fortes oscilações na rede de energia elétrica, tanto na sua residência quanto em toda extensão do bairro Jurema, na cidade de São João do Piauí.

“De alguns meses vem ocorrendo fortes oscilações na rede de energia que chega à residência do denunciante, bem como se estendendo por todo o bairro Jurema tal problema. As oscilações de energia ocorrem durante todo o dia, se intensificando no período depois das 18h quando grande parte das pessoas já se encontra em suas residências depois de um longo dia de trabalho. Por diversas vezes o denunciante ligou no 0800860800 (serviço de atendimento ao cliente) da empresa denunciada, aguardando longos minutos para ser atendido, sem que fosse ultimada solução para o caso”, menciona o requerimento do denunciante. 

Uma audiência extrajudicial foi realizada com a empresa em 6 de novembro de 2020, na tentativa de celebrar ajustamento de conduta, no entanto, não foi logrado êxito. 

A empresa apresentou, posteriormente, manifestação alegando inexistência de falha na prestação dos seus serviços, aduzindo que “na hipótese de haver ocorrido eventuais e isoladas interrupções no serviço de energia elétrica fazem parte do cotidiano de todas as concessionárias de energia elétrica do país (e para isso existem as metas e indicadores de continuidade no fornecimento de energia da Aneel) decorreram por forças alheias à sua vontade”. 

Apesar disso, o promotor entendeu que a empresa apresentou um serviço de fornecimento de energia elétrica muito abaixo do razoável, apresentando oscilações de forma quase que diária.

“Com isso, a Equatorial Energia não logrou êxito ao tentar anular o dito na denúncia, já que ao alegar a inexistência de falha na prestação do serviço apresentou dados limites do DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) e do FEC (Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) referentes a julho, agosto e setembro do ano de 2020, época distinta aos fatos, que se passaram em setembro, outubro do ano de 2019, conforme denúncia, persistindo em meses seguintes o problema”, citou o representante do MP. 

Diante dos fatos, foi aplicada multa de R$ 326.666,70 (trezentos e vinte e seis mil, seiscentos e sessenta e seis reais e setenta centavos) pela empresa ser reincidente, pela repercussão coletiva da falha no serviço da prestação do serviço, por ter deixado de tomar as providências para evitar ou mitigar suas consequências e por se tratar de fornecedor de grande porte. 

A empresa tem o prazo de 10 dias para apresentar recurso à Junta Recursal do Procon-PI. 

Outro lado 

A Equatorial emitiu uma nota de esclarecimento sobre o caso. 

A Equatorial Piauí foi notificada em 13 de novembro de 2019 sobre o processo administrativo no Procon da cidade de São João do Piauí, bairro Jurema. Na ocasião, a equipe da distribuidora realizou uma visita in loco na região, onde constatou que as ocorrências registradas foram geradas por fenômenos naturais e realizou as operações necessárias para garantir fornecimento com segurança e qualidade. Em novembro de 2020, a distribuidora foi notificada para audiência, onde foram apresentadas as ações executadas e as melhorias realizadas na estrutura da região citada. Após referida audiência a Companhia não recebeu novas reclamações sobre a qualidade de energia da região do bairro Jurema. No dia 19 de janeiro de 2021, a distribuidora foi formalmente comunicada da decisão do PROCON e está avaliando as providências cabíveis.

 

Fonte: Viagora

Prefeitos e ex-prefeitos no Piauí são os primeiros vacinados contra a Covid e geram polêmicas


Os prefeitos de Uruçui, Francisco Wagner Pires Coelho, conhecido como Dr. Wagner, do Progressistas, e Joercio Matias de Andrade (MDB), foram os primeiros a serem vacinados contra a Covid-19 nos seus respectivos municípios, fato que gerou grande polêmica e revolta na população. 

Em entrevista a mídia estadual, o prefeito de Guaribas confirmou que foi imunizado e que todos os profissionais de saúde que estão na linha de frente da Covid-19 no município também foram vacinados. Ele disse que resolveu se vacinar para incentivar a população. 

Prefeito de Guaribas, Joercio Andrade

“Todo o pessoal da Saúde que trabalha na pandemia tomou a vacina. Eu tomei para incentivar as pessoas, muita gente não acredita, há um preconceito e quis apoiar a vacinação”, disse o prefeito que é agricultor e tem 40 anos. 

Joercio Andrade disse que vê as críticas como “má fé” e acredita que virá mais vacinas para que todos sejam vacinados. Guaribas recebeu 26 doses da Coronavac. 

O prefeito de Uruçui, Dr. Wagner, que tem 75 anos e é médico se vacinou com a Coronavac. A assessoria da Prefeitura informou que ele foi convidado pelos próprios funcionários da Saúde para ser imunizado. 

Prefeito de Uruçui, Dr. Wagner, tomando vacina

Segundo a assessoria, Dr. Wagner, mesmo sendo do grupo de risco, ele acompanha pessoalmente os trabalhos nas UBS com os pacientes Covid-19. 

A prefeitura de Uruçui ficou de enviar nota de esclarecimento, mas até agora o portal não recebeu. 

Em Campo Maior um dos assuntos mais comentados nas redes sociais foi à imagem do ex-prefeito Antônio Lustosa que também é medico ter circulado em grupos de WhatasApp e portais de notícias com a informação que o médico teria sido o primeiro a receber a dose do Coronavac na cidade. Dr. Antônio representa a classe de risco mais vulneráveis pela doença que são os idosos. Muitos concordaram e outros não foram a favor da escolha.  

Médico e ex-prefeito de Campo Maior Dr. Antônio Lustosa.


Informações: cidadeverde

Edição: Diego Nascimento

Fotos: Divulgação

Confira a quantidade de vacinas que cada município recebeu no Piauí


A Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) divulgou, nesta terça-feira (19), a tabela de distribuição das vacinas contra a Covid-19 (CoronaVac) para as regionais de saúde, que são compostas pelos 224 municípios piauienses. No Piauí, mais de 70 mil trabalhadores de saúde vão receber a vacina durante a campanha nacional de vacinação. Além desses, 244 pessoas com 60 anos ou mais institucionalizados também serão vacinados no estado. 

Veja aqui a tabela. 

Teresina ficou com a maior parte das doses já recebidas pelo Ministério de Saúde com 11.105 vacinas, que serão aplicadas em 32.662 trabalhadores de saúde e 227 pessoas com 60 anos ou mais institucionalizados. A Prefeitura de Teresina começou a vacinação nesta terça (19). 

Regional Parnaíba – 11 municípios: 5.315 trabalhadores de saúde e 1.805 vacinas (17 pessoas com 60 anos ou mais institucionalizados)

Regional Barras – 13 municípios: 2.908 trabalhadores de saúde e 989 vacinas

Regional Piripiri – 10 municípios: 3.593 trabalhadores de saúde e 1.222 vacinas

Regional Teresina – 15 municípios: 3.604 trabalhadores de saúde e 1.225 vacinas

FMS Teresina:  32.662 trabalhadores de saúde e 11.105 vacinas (227 pessoas com 60 anos ou mais institucionalizados)

Regional Campo Maior – 15 municípios: 2.883 trabalhadores de saúde e 978 vacinas

Regional Amarante – 15 municípios: 2.011 trabalhadores de saúde e 682 vacinas

Regional Valença – 14 municípios: 2.121 trabalhadores de saúde e 720 vacinas

Regional Oeiras – 14 municípios: 2.163 trabalhadores de saúde e 736 vacinas

Regional Picos – 22 municípios: 4.413 trabalhadores de saúde e 1.500 vacinas

Regional Floriano – 28 municípios: 4.680 trabalhadores de saúde e 1.593 vacinas

Regional São Raimundo – 19 municípios: 2.320 trabalhadores de saúde e 787 vacinas

Regional Bom Jesus – 7 municípios: 1.185 trabalhadores de saúde e 402 vacinas

Regional Corrente – 14 municípios: 1.756 trabalhadores de saúde e 598 vacinas

Regional Uruçuí – 6 municípios: 812 trabalhadores de saúde e 276 vacinas

Regional de Fronteiras – 12 municípios: 1.301 trabalhadores e 443 vacinas

Regional Paulistana – 8 municípios: 1.017 trabalhadores e 347 vacinas

 

cidadeverde

Caixa vai pagar indenizações do DPVAT por aplicativo


A Caixa Econômica Federal anunciou nesta segunda-feira (18) que todos os pagamentos de indenizações do DPVAT serão feitos pelo aplicativo Caixa Tem. 

A Caixa assinou contrato com a Susep (Superintendência de Seguros Privados) na sexta (15) assumindo o atendimento e pagamento das indenizações do DPVAT. Serão considerados os sinistros ocorridos a partir de 1º de janeiro de 2021. Não há mudanças nas regras de indenização. 

"Quem ainda não tem conta na Caixa receberá o pagamento de graça por essa conta digital", disse Pedro Guimarães, presidente do banco. A Caixa passou a fazer a gestão do seguro em 2021. 

A solicitação é gratuita e pode ser feita diretamente na Caixa pela vítima ou pelo beneficiário. As indenizações previstas são de até R$ 13,5 mil por morte ou invalidez permanente ou reembolso de despesas médicas de até R$ 2,7 mil. 

As coberturas previstas são por colisão entre veículos, colisão com obstáculos físicos, atropelamento e capotamento.  Caso o usuário não consiga acessar o valor via aplicativo, a Susep exigiu que a Caixa oferecesse uma opção de atendimento presencial, afirma Solange Vieira, superintendente da Susep. "No fim de janeiro vai estar tudo eletrônico. Ainda estamos em pandemia e isso vai dar conforto para todos, que não precisarão ir às agências", disse Vieira. 

Ela lembrou que o prêmio em 2021 é zero, graças ao excedente de recursos de R$ 4,3 bilhões. "Existe uma sobra de recursos de anos anteriores que o contribuinte pagou e com certeza teremos recursos para todo ano." A transferência da gestão do DPVAT à Caixa veio em momento que políticos vêm pressionando o governo para substituir Solange por alguém alinhado com o centrão. 

Vieira foi indicada pelo ministro Paulo Guedes (Economia) para o cargo, mas corre o risco de perder seu posto para um nome indicado pelo governo em troca de apoio ao deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para o comando da Câmara. 

Com a eleição para a presidência da Câmara e do Senado, a pressão aumentou. Segundo relatos, a superintendência e cargos atrelados a ela foram oferecidos em mais de uma ocasião por parlamentares ligados a Lira e pelo próprio candidato, em busca de votos. 

O órgão entrou no jogo por ser considerado estratégico para um grupo de deputados -em 2020, teve orçamento atualizado de R$ 419,7 milhões. De acordo com integrantes do Legislativo e do mercado de seguros, são fortes os pedidos para que seja feita a troca de Solange. 

O seguro DPVAT foi tema de uma série de reportagens da Folha que mostraram denúncias de mau uso do dinheiro arrecadado –como a compra de veículos e garrafas de vinho– e de conflito de interesses e favorecimento de sindicatos de corretores. 

As primeiras denúncias foram feitas em relatório da consultoria KPMG, contratada pela própria Líder para averiguar suas contas após apurações que sinalizavam um suposto esquema para a concessão de sinistros fraudulentos. 

Em 2015, a Polícia Federal deflagrou a Operação Tempo de Despertar em que identificou fraudes e irregularidades no pagamento de indenizações do DPVAT.

 

Fonte:Folhapress