Publicidade 01

Slider

Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

publicidade

publicidade

Text Widget

Sample Text

TV 100 Barreiras


GERAL

CLIQUE E VEJA AS NOVIDADES!

SAÚDE

ENTRETENIMENTO


ESPORTE


FOTO DO FATO

Acusado de tráfico é assassinado com 12 tiros de pistola em Campo Maior


Em menos de 15 dias o Município de Campo Maior volta a registrar mais um homicídio. Um jovem identificado como Erivan Oliveira dos Santos de 21 anos, foi assassinado com 12 disparos de pistola por uma dupla de moto que executaram o jovem dentro de sua própria residência que fica na Rua Amapá – Bairro Cariri.  A onda de violência tem tirado o sono da população que vive amedrontada, e da polícia que não consegue controlar a criminalidade. 

Segundo informações apuradas no local, o crime aconteceu por volta das 20h30min dessa quinta-feira (23). Os depoimentos colhidos no local dão conta que dois homens chegaram na casa de Erivan em uma motocicleta de cor preta, ao avistarem a vítima na sala de sua residência, iniciaram os disparos, foram 12 tiros que terminou acertando a cabeça de Erivan. 

O crime foi presenciado por familiares da vítima que estavam na residência. Erivan estava em liberdade condicional pelo crime de tráfico de drogas desde que havia sido preso em 14 de maio do ano passado em uma operação envolvendo as polícias Militar e Civil de Campo Maior que apreenderam armas, drogas e celulares casa da vítima. Ele tinha passagem também pelo crime de roubo. 

O local do crime foi isolado pela Polícia Militar que realizou os primeiros procedimentos para a chegada do Instituto de Medicina Legal - IML que fez a remoção do corpo para a realização da necropsia. Em 40 dias Campo Maior já registrou 06 homicídios. A onda de crimes de roubos e assassinados chamou atenção das autoridades locais que pedem intervenções urgentes da Secretaria Estadual de Segurança.  

Com informações e foto do portaldecampomaior

Em entrevista Manim Pereira confirma que deve apoiar Antônio Félix em 2022


Os nomes que estão na disputa de uma pré-candidatura para as eleições estaduais do próximo ano começam a ganhar adesões em Campo Maior. A notícia da semana foi a aliança entre o vereador Manim Pereira (Republicanos), e o seu irmão, ex-secretário de saúde e líder político, Marcelo Miranda, com o coordenador territorial do PRO Piauí, Antônio Félix.

O vereador Manim Pereira se manifestou pela primeira vez na imprensa após ser divulgado uma foto dos irmãos com o Secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, e Antônio Félix. O grupo se reuniu na última segunda-feira, (20), em Teresina, para alinhamento e buscarem a execução de mais obras para Campo Maior.  

O parlamentar foi o vereador mais votado em Campo Maior na última eleição. Manim é orientado politicamente pelo seu irmão, Marcelo Miranda, considerado como um grande gestor e articulador político. A dupla conseguiu nas últimas duas eleições municipais ficarem em segundo e em primeiro lugar.  

Em entrevista ao jornalista Otavio Neto, Manim Pereira disse que já teve aproximação política com Antônio Félix, e que o objetivo é buscar melhorias para Campo Maior e região.  

“Nós fomos convidados pelo deputado Antônio Félix, estamos num alinhamento bom. Fomos convidados para um projeto e estamos juntos para fazer isso acontecer. O povo não quer mais conversa, o povo quer ação e ver nosso município crescer economicamente com geração de empregos, e é isso que estamos buscando”, finalizou o vereador.

ASSISTA AO VÍDEO!



Vereadores repercutem insegurança em Campo Maior


A insegurança na zona urbana e rural de Campo Maior foi repercutida na sessão ordinária dessa terça-feira (21) da Câmara Municipal de Campo Maior. Os parlamentares aprovaram o envio de oficio ao comando do 15ª Batalhão da Polícia Militar para intensificação do policiamento nas áreas da cidade do aumento da criminalidade. 

O vereador Manin Pereira (Republicanos) pontuou os recentes casos de assaltos a empreendimentos e invasão de residência na comunidade Alto do Meio, na zona rural. O parlamentar citou que os moradores estão aterrorizados e os comércios atendendo os populares através de grades. 

O presidente da Câmara, vereador Sena Rosa (Progressista), declarou que entregará ao major Etevaldo Silva, comandante do 15º BPM um pedido para reforçar o patrulhamento do Alto do Meio. Para ele, será necessário também uma solicitação para que a Secretaria de Segurança do Piauí mais estrutura para o município. 

“A criminalidade aumentou muito em Campo Maior. O major Etevaldo tem toda a intensão de trabalhar pela segurança, mas está faltando a parte do governo do Estado em mandar reforço e mais estrutura. É preciso de mais policiais, mais viaturas para que possamos dar um basta nesses assaltos”, disse Sena Rosa.

Fonte: Ascom

João Félix abandona veículos de fiscalização em pátio de secretaria


Abandono e descaso, assim mostra a imagem dos veículos que servem a fiscalização do trânsito municipal encostados pelo prefeito de Campo Maior, João Félix, no pátio da Secretaria Municipal de Saúde. Segundo informações repassadas por funcionários da pasta, os dois veículos estão parados há mais de um mês. Um dos carros aparece na imagem com os pneus furados e sem manutenção.

Os veículos que deveriam estar nas ruas dando suporte aos fiscais da Secretaria de Trânsito, foram “jogados” no pátio da Secretaria de Saúde desde que o prefeito João Félix exonerou o ex-secretário Gilvan Passos (esposo da vereadora Michele Maroca) e todos os cargos indicados pela parlamentar. Os carros estão parados sem nenhuma serventia para o munícipio.  

O prefeito João Félix que realizou no início do ano a contratação de veículos de outros munícipios por valores milionários para supostamente servir a gestão, não mostra interesse na frota própria da prefeitura. Para o gestor é mais “compensatório” zelar pelos bens alugados.

O cargo de Secretário de Trânsito está vago desde que o prefeito João Félix rompeu pela segunda vez em menos de 06 meses com a vereadora Michele Maroca (filha do saudoso ex-vereador João Maroca). O rompimento se deu por conta da vereadora querer abocanhar mais algumas vantagens dentro da gestão que não foi atendida pelo prefeito João Félix que é tido no meio político como não cumpridor de acordos com aliados.

População denuncia o caso nas redes sociais.


Mizarleia usa tribuna da câmara para cobrar ações dos secretários do município


O clima da sessão na Câmara de Vereadores de Campo Maior nessa terça-feira, (21), resultou em muitas cobranças por parte dos parlamentares. Em destaque a fala da vereadora Mizarléia, (PSD), que em seu discurso mostrou indignação pelo fato dos secretários da Prefeitura de Campo Maior não estarem atendendo os diversos requerimentos aprovados pela casa.

Mizarléia disse que os problemas de Campo Maior, em sua maior parte são simples de resolver, como por exemplo; uma manutenção nos calçamentos dos bairros é essencial e precisam de resolutividade.

“Nós vereadores somos a voz do povo. Um dos nossos papéis aqui é reivindicar através de ofícios do poder executivo, e estamos fazendo isso, todos nós. Agora é preciso que esses ofícios sejam atendidos pelos nossos secretários. São ações que beneficiam a população, a cidade”, disse a parlamentar.

SOLICITAÇÕES

A vereadora solicitou na tribuna de forma verbal ao Secretário de Infraestrutura, Pedro Ibiapina, reparos no sistema de drenagem das ruas: Acre, Floriano e Ovídio Bona, manutenção no calçamento da Rua Justino Moura (Bairro de Fátima), e na Rua Motorista Luciano que fica no São João.

Outro pedido foi direcionado ao Diretor de Iluminação Pública, Paulo de Tárcio. Mizarléia solicitou uma avaliação na iluminação da cidade para execução de reparos nos pontos necessários e pediu que seja instala dois portes na Rua Paraná.

SEGURANÇA

A vereadora destacou também a onda de violência que tem tomado de conta de Campo Maior. A parlamentar pediu a presidência da casa que fosse encaminhado ao comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar e ao Secretário de Segurança do Estado, um ofício solicitando medidas enérgicas e um fortalecimento no policiamento ostensivo com motos.   

REPÚDIO A FFP

A vereadora Mizarléia comentou na tribuna da câmara sua indignação com a Federação de Futebol Piauiense – FFP, sua indignação com a punição aos comentaristas esportivos de Campo Maior, Filho Morais e Deri Sousa, ambos foram proibidos de narrar jogos após comentários sobre a arbitragem do jogo entre Caiçara x Oeirense.

Mizarléia disse que a decisão fere o direito constitucional democrático de expressão. “A imprensa é livre, minha solidariedade a esses dois campo-maiorenses”, finalizou.

Líderes políticos se unem e buscam parceria com o Governo do Estado para Campo Maior


Buscando o desenvolvimento de Campo Maior, o grupo político liderado pelo vereador Manim Pereira (Republicanos), e Marcelo Miranda, ex-secretário de saúde, estiveram nessa segunda-feira, (20), com o coordenador territorial do PRO Piauí, Antônio Félix, e o Secretário da Fazenda e coordenador geral do PRO Piauí, Rafael Fonteles, reunidos em Teresina, onde trataram de articulação de obras e parceria política no município.

A reunião articulada por Antônio Félix teve como foco principal, buscar a destinação de recursos para e execução de mais obras do Governo do Estado através do Programa de Desenvolvimento Econômico e Social - PRO Piauí para Campo Maior e zona rural.

O Secretário da Fazenda e coordenador geral do PRO Piauí, Rafael Fonteles, disse que o dialogo é essencial para entender as necessidades da população e planejar ações para os municípios. 

Perguntado sobre aparição de Antônio Félix com membros da Família Pereira, (considerada uma potência política de Campo Maior), ele disse que o objetivo é uma sintonia que visa colher bons frutos no futuro para o município.

“Nosso objetivo é termos uma boa sintonia com as lideranças que buscam um projeto de crescimento econômico e social para Campo Maior. Nossa cidade precisa de obras que gerem empregos e precisa avançar, e para isso estamos dialogando com nossas lideranças para unirmos forças e fazer esse projeto acontecer”, disse Antônio Félix.

Nossa redação apurou que o casamento entre Antônio Félix e os irmãos Manim Pereira e Marcelo Miranda já passou do sim, e pode acontecer a lua de mel já nas próximas semanas em Campo Maior com novas aparição de ambos em atividades administrativas e políticas.

Manim Pereira foi o vereador mais votado nas últimas eleições municipais em Campo Maior. O parlamentar tem como mentor, o seu irmão, Marcelo Miranda, considerado um grande líder e que conseguiu colocar a saúde do município como referência para o Estado quando esteve à frente da pasta.

Nos bastidores da política, comenta-se que o nome de Antônio Félix é o que menos tem rejeição na cidade. O político que vem se fortalecendo a cada dia, disse que não tem vaidade e nem ganância pelo poder.

“O nosso projeto é Campo Maior e o Piauí, nossas decisões são seguidas de um entendimento do nosso grupo. E esse entendimento será acatado o que essas pessoas decidirem, o que for melhor para Campo Maior e o Piauí, iremos buscar todos juntos”, pontuou Antônio Félix.

Com o presidente da  Associação do Morro do Papagaio Francisco, dona Das Dores, David Sá, Michel Soares, Reinaldo e o Secretário Rafael Fonteles.
O coordenador recebeu também o advogado Michel Soares e David Sá, o empresário Renato Almeida (Construtora R. Almeida), líderes políticos de Teresina e membros de associações e sindicatos.  



Prefeito João Félix contrata empresa de São Paulo por R$ 2,5 milhões


O prefeito de Campo Maior, João Félix De Andrade Filho, (MDB), assinou, em agosto desse ano, contrato com a empresa Prime Consultoria e Assessoria empresarial Ltda no valor de R$ 2.500.000,00 (Dois milhões e quinhentos mil reais).

O contrato com a empresa foi firmado para prestação de serviços de gerenciamento e administração, via sistema informatizado e integrado, com acesso por meio de cartão magnético ou login com senha/rede, via internet, através de rede de estabelecimentos credenciados.

O contrato foi assinado por meio de pregão eletrônico no dia 18 de agosto deste ano, com vigência de 12 meses. A empresa fica localizada na cidade de Santana de Parnaíba em São Paulo.

Outro lado- Procurado para relatar a sua versão, o prefeito através da assessoria de comunicação, emitiu uma nota sobre o assunto:

O procedimento de contratação foi realizado em conformidade com a Lei 10.520/2002, Decreto Federal 7.892/2013 e Lei 8.666/1993, foram cumpridos todos os requisitos legais. O valor contratado será gasto conforme a execução dos serviços forem sendo realizadas. Esse tipo de contratação é realizada com a finalidade de se realizar o gerenciamento da frota do municipio, e abrage diversos serviços como: a manutenção preventiva e corretiva incluindo serviços mecânicos, elétricos, lanternagem, pintura, retifica de motores, alinhamento de direção, balanceamento de rodas, trocas de óleo para motor, trocas de filtros de óleo e filtros de ar, serviços de guincho, serviços de borracharia, com fornecimento de peças, pneus, baterias, produtos e acessórios de reposição genuínos implantação e operação de sistema informatizado e integrado, com acesso por meio de cartão magnético com chip via internet, através de rede de estabelecimentos credenciados.

 

FONTE: ViAgora