Publicidade 01

Slider

Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

publicidade

publicidade

Text Widget

Sample Text

TV 100 Barreiras

GERAL

SAÚDE

ENTRETENIMENTO

ESPORTE

FOTO DO FATO

» » Campo Maior pode ficar sem abater animais para consumo até o fim de maio; entenda!

Uma ação do Ministério Público do Trabalho (MPT) estabelece que até o final do mês de maio deste ano os locais de abate de animais em Campo Maior sejam adaptados a normas sanitárias. Os proprietários desses estabelecimentos, contudo, alegam que não têm condições de realizarem as melhorias e pedem a construção de um abatedouro público.  

Reunidos com o prefeito de Campo Maior Professor Ribinha, os proprietários receberam a garantia da construção de um único local que abrigue todos eles. A preocupação agora é com o pequeno prazo que resta para a entrega do local. 

Para o vereador Sena Rosa (PSD), não é possível iniciar e concluir as obras do novo espaço nos dois meses que restam. O parlamentar usou a tribuna da Câmara Municipal na sessão desta terça-feira (06/03) para pedir ao Ministério Publico do Trabalho que prorrogue por dois anos o período para a conclusão do abatedouro público. 

“O prazo dado pelo MPT foram de seis meses. Desde que recebemos essa ação movida pela ADAPI reunimos as pessoas que atuam nessa área para chegarmos a um acordo. Nos reunimos com o prefeito e acertamos a construção de uma abatedouro público. Já conseguimos a planta arquitetônica, mas ainda não foi iniciada as obras. Restam dois meses”, resumiu o vereador.  

Sena Rosa alerta que o município pode ficar sem abate de animais e causar prejuízos a produtores e consumidores. “O prazo de seis meses vence em maio, por isso vem a preocupação. Se esse prazo for mantido, a partir de maio não será mais abatido animais em Campo Maior. Se isso acontecer a economia do município vai sofre um efeito muito negativo”, conclui.

 Assessoria Câmara Municipal de Campo Maior

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga