Publicidade 01

Slider

Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

publicidade

publicidade

Text Widget

Sample Text

TV 100 Barreiras

GERAL

SAÚDE

ENTRETENIMENTO

ESPORTE

FOTO DO FATO

» » Chuva invade casas e deixa vários pontos de alagamento em Teresina


Casas foram invadidas pela tempestade que caiu no início da noite desta quinta-feira (01) em Teresina. A TV Cidade Verde percorreu bairros da cidade para mostrar alguns pontos de alagamento. A chuva durou cerca de 4 horas. 

No Residencial Manoel Evangelista, na zona Sudeste, muitas ruas viraram verdadeiros rios. Na região, moradores perderam alguns móveis e tiveram que suspender eletrodomésticos sob o risco de serem danificados.

"A gente fica o tempo todo apreensivo. Se for de madrugada, acaba o sossego de todo mundo", desabafou a moradora Janaína Castro. Na casa dela, a água invadiu vários cômodos.

Na zona Sul da Capital, o problema se repetiu. Na Vila Irmã Dulce, por exemplo, um motorista quase teve o veículo arrastado para um grotão.

"Na curva me deparei com o grande volume d'água. O carro desligou. Meu filho começou a chorar e fiquei um pouco nervoso e saí do carro que começou a ser arrastado. Peguei meu filho e minha esposa saiu do outro lado. Deixei o carro e o pessoal me ajudou a segurá-lo", disse o estudante Cássio César.

Já na Vila Dilma Roussef, na zona Norte, 29 famílias tiveram que deixar suas casas e mais dez também vão abandonar os imóveis, pois o risco de desabamento é iminente. Moradores contam que em alguns pontos a água chega a 1 metro de altura.

"Minha casa caiu. Moro aqui há algum tempo e nunca tinha ocorrido isso. Acreditamos que a água esteja vindo de uma galeria que está sendo construída. Queremos saber como vai ficar? quando a chuva passa um pouquinho vem aquele tonel de água que parece um mar", disse uma das moradoras da vila.

Próximos dias são de mais chuvas

O professor de Climatologia da Universidade Estadual do Piauí, Werton Costa, explica que as zonas Sudeste e Norte da Capital registraram os maiores indíces pluviométricos desde o início do ano. Ele acrescenta que a previsão metereológica para este mês é de mais chuvas, uma vez que março é considerado o mais chuvoso no Estado.

Fonte: cidadeverde

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga