Publicidade 01

Slider

Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

publicidade

publicidade

Text Widget

Sample Text

TV 100 Barreiras

GERAL

SAÚDE

ENTRETENIMENTO

ESPORTE

FOTO DO FATO

» » Campo Maior e mais sete municípios do Piauí estão em emergência; prefeito Ribinha visita abrigos

A Defesa Civil do Piauí informou que até o momento reconheceu os decretos de situação de emergência emitidos em oito municípios do estado. Outras quatro cidades estão em estado de alerta e vão ter decretos apreciados pela Defesa Civil. As prefeituras decretaram situação de emergência por causa da elevação de rios que afetaram regiões ribeirinhas.

Em Campo Maior, o prefeito Professor Ribinha percorreu parte dos seis abrigos mantidos pela Prefeitura Municipal  para alojar as famílias vítimas das enchentes dos rios que cortam as cidades, para coordenar, juntamente com o secretário de Saúde Marcelo Miranda, a distribuição de alimentos e medicamentos para os abrigados.

O prefeito está cumprindo agenda em Teresina nessa manhã na busca de apoio as vítimas das enchentes. O chefe do executivo confirmou a presença do Corpo de Bombeiros e dos agentes de Saúde que vão engajar no socorro às famílias desabrigadas em Campo Maior.

Ribinha recebeu a informação do comando do Corpo de Bombeiros que uma equipe de especialistas em enchentes estará na cidade para auxiliar a Defesa Civil. Enquanto isso agentes de Saúde farão cadastro das famílias atingidas e levantamento da situação dos bairros. 

O diretor da Defesa Civil do Piauí, Vitorino Tavares, explicou que os decretos de situação de emergência foram reconhecidos ao longo desta semana a partir da constatação dos danos por causa da abertura de desvios na Barragem do Bezerro e também da cheia dos rios Marataoan e Longá. “Temos reconhecidos em situação de emergência oito municípios: Pimenteiras, Lagoa Alegre, José de Freitas, Cabeceiras, Barras, Batalha, Esperantina e Luzilândia”, relatou.

De acordo com o diretor da Defesa Civil, Luzilândia também está em situação de emergência por causa da elevação do rio Parnaíba. “Tem um decreto de situação de emergência em Luzilândia. Miguel Alves e União ainda não foram emitidos decretos. Em Campo Maior foi pedida uma vistoria pelo município para a Defesa Civil”, relatou Vitorino Tavares.

Tavares explicou ainda que há diferenças entre o estado de calamidade e situação de emergência. “O estado de calamidade é uma coisa mais agressiva e que tem perda de vidas humanas e graças a Deus não temos perda de vidas humanas em nenhuma situação. A situação de emergência que fogem da normalidade e que é decretado até normalizar”, afirmou o diretor acrescentando que não há no Piauí nenhuma cidade em estado de calamidade.

Outras quatro cidades podem entrar em situação de emergência nos próximos dias. “Quando está na fase de analisar o termo. São cidades que estão sob análise como Campo Maior, Madeiro, Joca Marques e São José do Divino. Nestas cidades a situação é complicada e estão em estado de alerta”, finalizou Vitorino Tavares.




Informações: Ascom

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga