Publicidade 01

Slider

Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

publicidade

publicidade

Text Widget

Sample Text

TV 100 Barreiras

GERAL

SAÚDE

ENTRETENIMENTO

ESPORTE

FOTO DO FATO

» » Chuva intensa provoca transtornos a moradores em vários bairros de Campo Maior

A chuva intensa que vem caindo desde o inicio da semana continua causando transtorno a dezenas de famílias que possuem residências em áreas de risco na cidade de Campo Maior. Famílias que residem em bairros com histórico de alagamento precisam pisar com água no joelho para saírem de suas residências.

A chuva que caiu durante quase toda noite desta quinta-feira (05), elevou o nível da água nos rios Pintada e Surubim deixando famílias que residem nas proximidades das conhecidas áreas de risco, em sentinelas preocupadas com alagamento.

Os bairros Matadouro, Cariri, Flores, Horto Florestal e Vila Papi são os mais atingidos em período de grandes cheias. Algumas famílias já foram retiradas de suas casas pela Prefeitura Municipal e levadas para locais seguros.

O prefeito Professor Ribinha, Defesa Civil e técnicos da Prefeitura Municipal, acompanham pessoalmente a situação em alguns bairros. Foi criadas equipes pela Secretaria de Assistência Social e distribuídas para fazerem o monitoramento 24h da situação. Famílias que estão com suas casas alagadas estão sendo removidas imediatamente pela prefeitura para pontos de apoios ou aluguel social em alguns casos.

“Disponibilizamos alguns locais com estrutura adequada como banheiros, cozinhas, quartos, higienização e alimentação para as famílias que estão passando por essa situação desagradável. A Prefeitura Municipal está tomando todas as medidas para que situações como essa possam ser evitadas no futuro”. Disse o prefeito.

O prefeito Professor Ribinha informou que além dessas medidas emergenciais, foi encaminhado pelo executivo um projeto de lei já aprovado pela Câmara de Vereadores que cria o programa social Mais Moradia. O programa prevê reforma e a construção de casas populares para famílias que residem nas áreas de risco. 



«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga