Publicidade 01

Slider

Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

publicidade

publicidade

Text Widget

Sample Text

TV 100 Barreiras

GERAL

SAÚDE

ENTRETENIMENTO

ESPORTE

FOTO DO FATO

» » Com o fim das chuvas Campo Maior registra alto índice de queimaduras causadas por Potó; saiba como tratar


Pequenos, mas grandes vilões. Quem não conhece alguém que já foi vítima de potós? É nessa época do ano que os insetos aparecem e deixam muitas pessoas preocupadas, afinal, o líquido que o bichinho solta causa uma queimadura que pode até deixar cicatrizes.

Campo Maior e outros municípios do Estado do Piauí tem registrado um número alto de queimaduras ocasionadas pela conhecida “mijada” de Potó. Na verdade, Muitas pessoas concluem que o potó urina em contato com a pele, mas na realidade os potós soltam uma secreção tóxica que provoca a queimadura quando se choca com a pele. A toxina liberada é uma forma de defesa do inseto.

Vários casos já foram registrados em Campo Maior. O maior número aconteceu durante a passagem dos Festejos de Santo Antônio, a Praça Bona Primo possui iluminação de Led (luz branca), que atrai ainda mais o inseto. Muitos desses casos necessitam de cuidados especiais quando a queimadura tem uma maior proporção.

Veja o que diz a dermatologista Socorro Aragão em entrevista ao Jornal O Dia.

A dermatologista Socorro Aragão explicou que esse líquido que os potós soltam são como mecanismos de defesa, quando o animal se sente ameaçado. Os bichos, por gostarem de locais quentes, geralmente se escondem nas lâmpadas, principalmente nas com claridade mais branca.

“Quando a gente desliga a luz do quarto, eles procuram o lugar mais quente no ambiente, no caso o ser humano, por isso que muitas pessoas só percebem pela manhã. Se a pessoa só ver o potó andando sobre a pele, o ideal é tirá-lo com calma e lavar a área com água abundante”, disse.

Já se a pessoa identificar uma mancha avermelhada, o que significa que o potó liberou a substância naquele local, ela não deve colocar nada sobre a lesão. O recomendado é buscar um especialista para que ele avalie o grau da queimadura. Em casos simples, uma pomada anti-inflamatória pode ser utilizada para desinflamar e hidratar o local, já em casos mais graves, pode haver até uma infecção secundária.

A dermatologista chama atenção para o uso receitas caseiras ou produtos que não atendam suas reais finalidades. Creme dental, pomadas ginecológicas, margarina, entre outros, são itens que devem ser completamente ignorados.

Socorro Aragão salientou que esses produtos podem, além de piorar a gravidade da lesão, causar reações alérgicas, além de demorar a cicatrização da ferida. Ela recomendou que a queimadura seque secar naturalmente e não ser exposta à luz solar. E após apresentar melhora, é importante utilizar protetor solar para evitar manchas.



Informações: O Dia

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga