Publicidade 01

Slider

Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

publicidade

publicidade

Text Widget

Sample Text

TV 100 Barreiras

GERAL

SAÚDE

ENTRETENIMENTO

ESPORTE

FOTO DO FATO

» » » Antônio Félix disse que sofreu preconceito e até ameaças após deixar grupo de oposição

FOTO: ARQUIVO CIDADE VERDE

O suplente de deputado estadual Antônio Félix (MDB), concedeu entrevista na última sexta-feira (03/07) ao Jornal Regional 1ª edição apresentado pelos os jornalistas Pedro Borges e Kátia Rodrigues na Rádio Meio Norte Fm de Campo Maior. Vários pontos foram esclarecidos, entre eles; a decisão de Antônio Félix apoiar a pré-candidatura do atual prefeito Professor Ribinha e o seu rompimento político com o grupo de oposição que é liderado pelo seu irmão João Félix.

Na entrevista, Antônio Félix fez revelações que o levaram a romper politicamente com o grupo. Traição, ameaças, preconceito e até chantagens sofridas pelo ex-deputado estadual o motivaram a não fazer mais parte da oposição de Campo Maior, grupo o qual ele afirmou que teria sido excluído.

Antônio Félix disse que foi traído na campanha de 2018, para ele teria sido uma decepção muito grande, injustiçado pelo líder do seu ex-grupo político que tem a frente seu irmão João Félix. “Durante as caminhadas nas eleições de 2018, Pedro Borges, eu entregando meus santinhos, pessoas a mando do meu irmão João Félix ia por trás e entregavam o santinho de outro candidato afirmando que o deputado deles não era eu” afirmou Antônio.

Antônio Félix falou que as pessoas precisavam de uma explicação, que a verdade não era o que muitos estavam falando pelas esquinas. Ele disse ainda que estaria firme na pré-candidatura do atual prefeito Professor Ribinha. “O prefeito Professor Ribinha foi solidário a mim, ele me procurou em busca de uma parceria para o desenvolvimento de Campo Maior e nós firmamos essa parceria. Eu também sempre tive um dialogo muito forte com o deputado estadual Paulo Martins” esclareceu.

PRECONCEITO

Antônio Félix disse que membros da oposição criticavam sua participação no grupo. Mim disseram isso Pedro: “Você não vai mais participar desse grupo por que está cego, não vai mais poder colaborar” Antônio se referiu a pessoas do grupo de oposição que ele não quis revelar o nome no rádio.   

O suplente de deputado esclareceu que teve no ano de 2019 um problema muito sério de saúde, Antônio Félix disse que quase perdeu a visão do olho direito, mas durante esse período ele nunca teria sido procurado pelo seu grupo e sim excluído. Antônio falou também que nenhum membro foi solidário ou procurou ele para conversar sobre a política de Campo Maior. Após passar por um procedimento cirúrgico, ele estaria com a visão e a saúde recuperada e pronto para da sua contribuição na eleição de 2020.

AMEAÇAS

Antônio Félix foi mais além quando revelou no decorrer da entrevista que ele, sua família e amigos sofreram ameaças, esse foi o ponto-chave para sua saída do grupo político. “Eu nunca fui radical em minha vida, sempre tive um coração bondoso no sentido de paz, eu procurei minha família e falei de tudo que estava acontecendo, da minha exclusão do grupo. Por tomar minha decisão, eu recebi por várias vezes ameaças, fui chantageado, meus filhos foram ameaçados, amigos meu foram ameaçados e até minha casa foi alvo de vandalismo” disse Antônio Félix.

Perguntado pelo apresentador Pedro Borges quem teria feito às ameaças, Antônio não quis dizer no rádio, falou somente que inclusive a pessoa o ameaçou pessoalmente, mas afirmou que as pessoas que deveriam saber do caso já tinham conhecimento de tudo e que estava nas mãos de Deus.  


Por: Diego Nascimento

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga