Publicidade 01

Slider

Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

publicidade

publicidade

Text Widget

Sample Text

TV 100 Barreiras

GERAL

SAÚDE

ENTRETENIMENTO

ESPORTE

FOTO DO FATO

» » » URGENTE: Briga entre família termina com um morto e outro ferido em Campo Maior


Uma disputa por terra na comunidade Conceição 2, na região da Fazendinha, em Campo Maior, terminou com a morte do trabalhador rural Luís Alves do Vale, 36 anos, que foi morto pelo próprio primo Antônio Custódio do Vale, de 58 anos. O irmão da vítima, Júlio Alves do Vale, também foi atingido por golpes de faca, mas está fora de perigo.

 

De acordo com a polícia, Antônio Custódio é o principal acusado de aplicar as facadas que matou Luís Alves do Vale e também feriu Júlio Alves. Antônio Custódio também ficou ferido após a briga e está internado no Hospital Regional de Campo Maior. 

Segundo o major Etevaldo Silva, comandante da PM em Campo Maior,  Antônio Custódio, juntamente com o irmão Luís Custódio do Vale e o sobrinho Antônio José Silva do Vale são acusados de participação no crime. 


O major informa que Luís Custódio é o único acusado que foi detido e levado pela PM para a Delegacia Regional de Campo Maior. Os demais responsáveis pelo crime estão sob cuidados médicos. 

Etevaldo Silva detalhou o crime. Ele disse que por volta das 15 horas dessa quinta-feira, 19.11, começou a briga entre os parentes, envolvendo cinco membros da mesma família. 

De acordo com o major Etevaldo, o motivo da confusão seria a disputa por terra de herança. “A briga começou quando um dos parentes levou um técnico em topografia para fazer a medição das terras. Eles se desentenderam e como estavam armados com pedaços de madeira, foice e faca iniciaram as agressões físicas”, declara o major. 

O comandante disse que o SAMU e a Polícia Militar foram acionaram e estiveram no local. Após buscas os policiais militares conseguiram localizar e prender um dos acusados. Os outros foram encaminhados para atendimento médico. 

“Um dos acusados foi levado para a Delegacia Regional de Polícia de Campo Maior para os procedimentos legais”, detalha Etevaldo Silva.



Fonte: portaldecampomaior

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga