Publicidade 01

Slider

Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

publicidade

publicidade

Text Widget

Sample Text

TV 100 Barreiras


GERAL

CLIQUE E VEJA AS NOVIDADES!

SAÚDE

ENTRETENIMENTO


ESPORTE


FOTO DO FATO

» » Paciente morre sendo atendido no chão por não ter vaga em hospital

Foto: Reprodução/ WhatsApp

Um idoso de 86 anos morreu no chão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Promorar, na zona Sul de Teresina. Sem maca ou  leitos disponíveis, ele recebeu atendimento no chão da sala vermelha, setor da unidade de saúde para pacientes em estado grave. O caso ocorreu na noite dessa quinta-feira (18). A vítima chegou com complicações cardiorespiratórias carregado nos braços por um familiar. O resultado do exame que vai confirmar se ele estava com Covid-19 ainda não saiu. 

O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, diz que os profissionais de saúde fizeram todas as manobras possíveis de ressuscitação. 

"A equipe foi heroica. A equipe não perdeu um minuto, não perdeu tempo procurando leito. Executou todas as manobras", destaca Albuquerque. 

A sala vermelha, onde o paciente deveria ser atendido, tem quatro vagas, mas havia dez pacientes. 

Gilberto Albuquerque relembra que a dificuldade no atendimento de pacientes foi alertada ainda em janeiro. 

FMS envia nota 

A Upa do Promorar informa que o paciente em questão foi trazido para a sala vermelha nos braços por um familiar já em estado grave de parada cardiorespiratória, e foi recebido por um equipe de plantão que iniciou imediatamente o processo de reanimação enquanto era providenciada uma maca, pois todos os leitos da sala estavam ocupados inclusive leitos extras. Devido à gravidade da situação não era possível interromper o processo de ressuscitação cardíaca para mudá-lo de local. Foram usados todos os recursos possíveis para reanimação do paciente, no entanto ele já chegou à unidade em estado muito grave e veio a óbito.


Informações: cidadeverde

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga