Publicidade 01

Slider

Imagens de tema por kelvinjay. Tecnologia do Blogger.

publicidade

publicidade

Text Widget

Sample Text

TV 100 Barreiras


GERAL

CLIQUE E VEJA AS NOVIDADES!

SAÚDE

ENTRETENIMENTO


ESPORTE


FOTO DO FATO

» » » Pichações do PCC são apagadas por presos em Campo Maior


O 15° Batalhão da Polícia Militar através da Secretaria de Justiça do Piauí, realizou na manhã desta quinta-feira (03) uma ação com os detentos da unidade penal da penitenciária José de Arimatéia Barbosa Leite em Campo Maior (PI). 

Segundo informações da assessoria do SEJUS ao EmFoco, a ação visa disciplinar os presos com ações beneficentes a comunidade, como a pintura, limpeza e revitalização de locais marcados por pichações e depredações feitas por várias organizações criminosas, como o PCC. 

Em troca, os detentos ganham como benefício a redução da pena por comportamento através dessas colaborações de acordo com a Lei de Execução Penal, o detento tem direito a diminuir um dia de sua pena a cada três dias trabalhados. 

Os policiais fizeram a varredura dos logradouros com maior concentração de vandalismo e acompanharam o desempenho da iniciativa que ocorreu nos bairros contemplados: Matadouro e Santa Rita. 

"É uma ação simples, mas que tem uma significância enorme. As forças de segurança estão retirando essas pichações de facções criminosas.Tivemos um seminário sobre a ação desses grupos e, agora, estamos agindo de forma concreta para demonstrar que o Estado tem o poder e que a Lei é que determina as diretrizes no Estado do Piauí ", disse o Comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar, Major Etevaldo Alves. 

"A ação de Campo Maior foi extremamente exitosa e significativa. Os próprios internos do sistema prisional estiveram nas ruas da cidade apagando símbolos de organizações criminosas que agem contra o Estado e a nossa sociedade. Tudo isso foi feito graças ao empenho dos nossos Policiais Penais e, também, da parceria que tivemos com os amigos do 15º Batalhão, localizado em Campo Maior ", frisou o Secretário de Justiça, Carlos Edilson. 


Fotos: Thanandro Fabrício/Sejus

Informações: Emfoco

«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga